SP 11 94190-6079 / BA 71 99122-2465 contato@voodigital.com.br

Oito perguntas a serem feitas para apresentar uma estratégia de gerenciamento de Data Drive marketing.

Considere uma organização dinâmica, trabalhando duro para se conectar com seus clientes e prospects. Para fazer isso, elas possuem pessoal de marketing espalhado por linhas de produtos e funções e, potencialmente, por regiões, agências e parceiros. Cada um desses profissionais de marketing cumpre ou excede os resultados e rendimentos esperados com o seu trabalho, mas em muitos casos, trabalham com uma visibilidade limitada sobre o que é ser bem-sucedido. Como resultado, eles não sabem como concretizar de forma consistente.

Para transmitir suas mensagens, os profissionais de marketing modernos precisam se conectar em um nível pessoal, criando o engajamento que interessa aos seus clientes. Entretanto, fazer isso significa entender o que é importante para os clientes, onde eles estão e o que estão usando para se engajar com as experiências da marca e, então, adaptá-las de forma individual, onde quer que eles estejam e sempre que quiserem essas comunicações. E confrontados com a tentativa de fazer mais com menos — como muitas organizações fazem atualmente — tudo isso precisa ser feito da forma mais eficiente possível.

Introduza o gerenciamento de dados e a plataforma de gerenciamento de dados de marketing (DMP).

Usar dados para impulsionar resultados

A chave para ligar os pontos e alcançar todos esses objetivos é usar e aplicar o tipo adequado de dados no momento certo. Ao compilar o consumidor relevante e os dados do público-alvo, os profissionais de marketing podem criar uma imagem mais completa dos públicos-alvo, segmentando e focando suas mensagens da forma adequada, adaptadas para a experiência do dispositivo certo. Mas nem sempre operacionalizar os big data  de forma eficaz é uma progressão fácil, e saber como aplicar diferentes fontes de dados pode aumentar ou diminuir os resultados finais.

Uma iniciativa de gerenciamento de dados, centrada na implantação e operacionalização de uma plataforma de gerenciamento de dados, pode ajudar. Contudo, mesmo com a tecnologia correta implantada, as empresas precisam estabelecer objetivos adequados e compreender seus pontos fortes e fracos, a fim de organizar e utilizar os dados de forma eficaz e eficiente, baseados nas suas próprias necessidades e nas expectativas dos clientes.

Elas devem descobrir o que vai funcionar e o que não vai em seus ambientes organizacionais específicos. Também precisam entender como otimizar e expandir continuamente seus programas de sucesso repetível. Fazer as perguntas certas antes do estágio de solicitação da proposta (RFP) pode ajudá-lo a avaliar onde sua empresa está no processo de tomada de decisão e o que você precisa definir e fazer para garantir o sucesso operacional — colocando seus dados em prática e criando resultados verdadeiros.

 

Oito perguntas para começar

 

1. Qual é o grau de maturidade da sua organização?

A maturidade da sua organização e as práticas de marketing atuais desempenharão um papel fundamental tanto na sua capacidade de concretizar todo o potencial do gerenciamento de dados como uma estratégia, quanto na forma de operacionalizar uma DMP como um investimento em tecnologia. As perguntas corretas nessa fase ajudarão a impulsionar a aplicação dos dados que você possui e a oferecer insights  sobre o que é necessário para avançar. Isso é fundamental para determinar a forma como você vai operacionalizar o gerenciamento de dados em curso da sua empresa. É fundamental tratá-lo como um investimento empresarial, visando a capacidade dos serviços compartilhados, e modelado em longo prazo.

1. O que a sua empresa faz bem e o que faz mal? O que se sabe no mercado?

2. A sua empresa é bem orientada por dados? O que você deve fazer como champion de marketing para educar e doutrinar um modelo mais orientado por dados?

3. Quem são os seus stakeholders e qual é o nível de conhecimento deles? Você tem parceiros e agências fundamentais para a sua empresa?

4. Quais sistemas você já tem implantados? O que está funcionando ou não? Faça um planejamento.

5. Qual é o limite de custo que a sua empresa está disposta a investir?

 

2. O que os seus clientes precisam ou esperam?

Ter um pulso firme sobre o que os clientes precisam e esperam da sua empresa e marca é fundamental. Certifique-se de alinhar os defensores e stakeholders corretos em sua organização para ajudar a traçar o que é ser bem-sucedido para o cliente.

1. Quais são os principais pontos problemáticos dos clientes e como sua empresa pode se tornar mais

focada no cliente?

2. Como a sua organização obteve sucesso no passado? Quais sistemas e pessoas possuem essas métricas?

3. Onde seus clientes estão fazendo negócios? Quais são as suas preferências fora da empresa? Considere também quais afinidades eles possuem à medida que você desenvolve uma estratégia de dados — pode possuir uma quantidade considerável de parcerias de dados secundários, por exemplo.

4. O que você precisa abordar para melhor atender aos clientes atuais? Atualmente, de onde estão vindo seus prospects?

 

3. Quais são os seus desafios internos e como a mudança acontecerá?

Toda iniciativa de marketing digital vem com desafios — esses desafios chegam seja na forma de silos de dados, questões de conformidade legal, tecnologia legada ou conjuntos de dados díspares. Um dos maiores desafios de gerenciamento de projeto para muitas organizações é que elas simplesmente não sabem por onde começar. Elas ficam reticentes em gastar muito, com medo de que não vão usar o gerenciamento de dados em toda a sua extensão, ou preocupadas de não ver um retorno significativo do investimento (ROI) sobre uma compra de DMP.

1. Quem são os seus stakeholders?

2. Quem será o primeiro a usar capacidades de gerenciamento de dados e experimentar mudanças?

3. Como você pode tornar os pioneiros o mais bem-sucedidos possível?

4. Como você vai construir não só uma abordagem ascendente, mas também descendente, para doutrinar as capacidades de gerenciamento de dados e uma DMP dentro da sua empresa?

 

4. Quais são as implicações da DMP na segurança e privacidade dos dados?

Assegurar a privacidade e manter os dados pessoais e empresariais seguros são dois componentes fundamentais de qualquer compra de tecnologia, e uma DMP não é exceção. Se você estiver adotando uma DMP, a plataforma escolhida deve ter as capacidades certas implantadas para reforçar a segurança dos dados e garantir que não haja vazamento. Muitas DMPs possuem esses protocolos de segurança incorporados, embora algumas empresas possam sentir necessidade de uma segurança adicional para atender às suas próprias necessidades específicas. As organizações devem analisar suas necessidades de segurança e avaliar a tecnologia de DMP sendo considerada.

1. Como a DMP se integra aos sistemas existentes? Quais são os protocolos em vigor para garantir a integridade dos dados?

2. Existem recursos extras, focados na segurança e privacidade dos dados? Quais são eles?

3. Qual é o ciclo de produção associado à integração de recursos novos e em curso de segurança e privacidade?

4. Qual é o seu processo organizacional interno associado à segurança e integridade de dados?

5. Você tem uma função de Privacidade Corporativa na sua empresa? Se sim, como usará sua experiência e parceria? E, se não, quem assume esta responsabilidade?

 

5. Quais são as implicações para contratação, governança e estratégia?

É importante que as organizações estejam cientes das mudanças que a implementação de uma iniciativa de gerenciamento digital e DMP provavelmente causará em toda a empresa, além de aceitá-las antes mesmo do início do processo. No mínimo, a forma como você organiza os dados será outra, mas as mudanças também afetarão a maneira de gerenciar seu relacionamento com o cliente e a experiência da marca por meio de cada ponto do canal e de contato no processo de compra, bem como a maneira de trabalhar com os stakeholders em toda a organização. Seus processos internos também podem mudar para assegurar o melhor fluxo de dados por meio da sua DMP, erradicar silos de dados e garantir que as estratégias de marketing e de dados estejam interligadas. De fato, uma DMP moldará o modo como os dados são utilizados em toda a organização.

1. Quem ficará com a administração da DMP?

2. O que é uma DMP bem sucedida para cada organização envolvida?

3. Quem são os seus stakeholders e onde existem responsabilidades compartilhadas?

4. Hoje, você tem as pessoas e os recursos certos e/ou precisa fazer parceria com agências, integradores de sistemas ou outros recursos?

5. Quem administrará e fará do modelo de serviços compartilhados dentro da organização algo de valor estendido?

 

6. Quais são seus objetivos e segmentos organizacionais?

Ter os objetivos e segmentos certos e a forma como você utiliza a DMP, uma vez implantada, será parte integrante do seu sucesso no gerenciamento de dados. Por isso, é importante que as empresas os definam cedo e os revisitem muitas vezes. Crie um mapa de todos os sistemas e processos, entenda de onde estão vindo as eficiências e onde você espera que surja o crescimento da empresa. Esses objetivos — enquanto realistas — se tornarão um ativo na obtenção do valor final da sua DMP e evoluirão à medida que o programa amadurece, com novos benchmarks baseados nos resultados em curso. Os objetivos variarão de empresa para empresa.

1. O que a sua empresa está fazendo bem e onde existem gaps no seu conhecimento ou práticas de marketing?

2. Quais objetivos são mais importantes para você? Por exemplo, continuar o funil superior de leads é fundamental ou é mais importante ter um programa estruturado de nurturing que esteja sempre proporcionando a experiência do cliente?

3. Você tem uma combinação de objetivos e táticas de marketing que informarão vários programas? Como eles trabalharão juntos?

 

7. Como sua DMP impactará a maturidade do marketing?

Uma DMP expõe as empresas a novos públicos-alvo, integrando uma variedade de dados primários, secundários e de terceiros para criar uma imagem mais completa dos clientes já existentes e daqueles que poderão comprar no futuro. Ela usa dados que sempre existiram dentro da organização — da central de atendimento aos dados de mídias sociais — mas também dados aos quais o seu departamento de marketing nunca teve acesso. De qualquer maneira, você está usando os dados de novas maneiras, colocando a sua mensagem para um público alvo totalmente novo, mas ainda com uma mensagem personalizada e significativa para conectar. Certamente, essas mudanças farão a diferença no progresso dos seus esforços de marketing.

1. Como você usará a segmentação, ID correspondente e look-alike modeling para identificar novos perfis segmentados?

2. Como você chegará a esses públicos-alvo por meio de dispositivos com uma mensagem diferente, realizando o marketing multicanal de forma mais eficaz?

3. Como as novas exigências do engajamento de marketing orientado por dados alterarão o modo de fazer as coisas? O seu departamento de marketing estará pronto para a mudança?

 

8. A DMP é a solução correta para as necessidades de dados da sua empresa?

Antes de tomar a decisão definitiva de investir em uma DMP, os profissionais de marketing precisam fazer a pergunta final (depois de analisarem corretamente seus próprios processos, objetivos e stakeholders em vigor): uma DMP é a solução certa para suas empresas? Cada empresa é diferente, e assim são as suas prioridades. O tamanho da organização e do orçamento desempenhará um papel importante para determinar se uma empresa está pronta, mas existem outras considerações.

1. A sua empresa depende muito de publicidade?

2. Você já considerou as vantagens de combinar seus dados de tecnologia de marketing e de tecnologia de publicidade?

3. A sua empresa é de grande porte? As grandes empresas têm um alcance mais abrangente e podem se beneficiar muito de uma DMP.

4. Se a sua empresa for de médio porte, você considerou o setor, objetivos e orçamento que possui para gastar no acesso aos serviços e dados? Como cada fator contribui para a sua disponibilidade de DMP?

Escolha da DMP certa

Como no caso de qualquer investimento em tecnologia, as empresas devem garantir que a DMP adquirida atenderá a todas as suas necessidades específicas, com uma variedade de recursos que ajudarão a concretizar os objetivos. As organizações também devem considerar o provedor de tecnologia e se a sua abordagem à tecnologia DMP coincide com a própria cultura da empresa. Considere, por exemplo:

• Existe um ambiente de rede fechado ou um ecossistema aberto?

• Eles possuem as características específicas e necessárias para as mudanças previstas?

• A tecnologia é escalável para o uso ao longo do tempo?

• Quais são os seus recursos de segurança?

• Quais são os seus recursos de gerenciamento de identidade?

Conclusão

Uma iniciativa de gerenciamento de dados bem-sucedida terá como base os objetivos e as prioridades que as empresas definiram para si mesmas, baseados em suas próprias necessidades, na abordagem dos dados e nos pontos fortes e fracos da sua organização como um todo. Isso significa que é imperativo que os profissionais de marketing modernos tenham um olhar mais atento aos processos em sua capacidade de trabalhar com as mudanças que o gerenciamento de dados apresentará. A partir dessa análise, as empresas podem determinar se uma DMP é adequada para elas e, se for, o que esperam conseguir a partir dela em última análise.

%d blogueiros gostam disto: